Por Ana Luiza Tanno

[Alerta de gatilho: Menções a suicídio]

Tomorrow (내일/ Naeil), dirigido por Kim Tae-Yoon e Sung Chi-Wook, é um drama sul-coreano de 2022 baseado no webcomic de mesmo nome (2017). A história acompanha um grupo formado por 3 protagonistas atípicos: um semimorto e dois ceifadores. Apesar de personagens relacionados à morte serem relativamente comuns em produções coreanas, em Tomorrow o ponto forte é exatamente a subversão do sentido da palavra – e função – “ceifadores”.

Com 16 episódios, a novela segue Jung-Woong (personagem interpretado por Rowoon), um homem comum de 20 e tantos anos à procura de emprego em Seul – sem sucesso, mas sem nunca desistir. Ao voltar de mais uma entrevista fracassada, se depara com um homem prestes a pular de uma ponte para cometer suicídio. Na tentativa de interferir e salvar o homem, acaba caindo da ponte e ficando em coma.

Jung-Woong, então, acorda fora de seu corpo, e uma oportunidade de emprego lhe é dada no mundo após a morte. A grande empresa do pós-vida, que emprega ceifadores e encaminha os seres recém-chegados para o além, está com um problema: superlotação, tanto no céu quanto no inferno. Entra, então, a personagem da Imperatriz de Jade, deusa do céu e coordenadora do submundo, interpretada pela sempre bela Kim Hae-Sook. Ela oferece a Jung-Woong a opção de trabalhar como ceifador e ficar em coma por 6 meses, ou então seguir em coma por 3 anos. Ele, claro, aceita a oferta.

Creditos: AsianOn

Com essa premissa, a trama começa. Como a morte encarnada nos ceifadores deve lidar com a superpopulação no vida após a morte? A solução encontrada é destinada a uma equipe especial da qual Jung Woong, junto a Koo-Ryeon (Kim Hee-Seon) e Lim Ryung-Gu (Yun Ji-On), passa a fazer parte. Uma equipe de prevenção de suicídios. Liderada por ceifadores.

A ironia não passa despercebida para quem assiste a obra e é esse seu ponto forte. Os ceifadores – antes humanos que escolheram não reencarnar – estão incumbidos da tarefa de guiar os mortos até o submundo, não de prevenir que pessoas cometam suicídio.

Alguns ceifadores se opõem à equipe, entre eles Park Joong-Il, interpretado por Lee Soo-Hyuk, que acredita que suicidas cometem um crime semelhante ou até pior que homicídio. Apesar das ressalvas, a equipe é criada e posta ao trabalho.

Ao longo de 16 episódios de uma trama com começo, meio e fim, a equipe tenta prevenir o suicídio de diferentes pessoas, por diferentes motivos. Mas como tratar de um tema que é tabu em boa parte do mundo, inclusive na Coreia, país com alto índice de suicídio, em especial entre os mais jovens?

Enquanto o webtoon escolhe falar diretamente com seu público alvo usando gírias e memes da internet para aliviar o gore de suas cenas gráficas, o drama opta por momentos de alívio cômico sem cenas perturbadoras e sanguinárias, que muitas vezes não são permitidas na televisão.

Desde uma produtora de TV que quer acabar com sua vida devido ao tormento de uma colega bully de sua época de escola até um marido enlutado, ou uma mulher cheia de culpa e devastada pela ideia de ter levado sua amiga até a morte nas mãos do Exército Imperial Japonês, Tomorrow cobre tudo.

São episódios repletos de emoção, onde ceifadores servem de intermédio entre o público espectador e as personagens que querem cometer suicídio. Na trama, cada caso é único e um reflexo de problemas maiores, como o bullying, o luto após a perda de um ente querido, a pressão para conseguir um emprego, o abandono de idosos e até o abandono de animais.

Um dos episódios mais dramáticos da novela conta a história de um veterano de guerra, que, já idoso, coleta lixo nas ruas de Seul e vê seu lar ameaçado por uma grande construtora. Apesar de a data de sua morte estar próxima, o homem decide cometer suicídio, pois se sente abandonado pelo país e sociedade pelos quais lutou.

Créditos: Drama Beans

Em meio aos temas de Estresse Pós Traumático, abandono da população idosa e os horrores de quem viveu uma guerra, o episódio mostra um lado mais humano da empresa encarregada pela morte quando ceifadores de diversos setores se reúnem para guiar o homem até o céu.

Outro episódio, único em Tomorrow, acompanha um cachorro que decide cometer suicídio. Para a equipe de ceifadores, todos os seres são iguais perante a morte e, por isso, o caso é tratado com o mesmo cuidado com que seria tratado o de uma pessoa. A jornada de trabalho atarefada e cansativa de seu dono, que o resgatou da rua ainda pequeno e com quem mora sozinho, faz com que o cachorro, desamparado e já idoso, decida fugir de casa para morrer longe de seu companheiro. Quando encontra o animal, a equipe vai atrás do dono para que os dois estejam juntos até o final.

Tomorrow lança luz vital sobre os tópicos de saúde mental, agressão sexual, solidão, depressão, bullying, luto e muito mais. E consegue isso sob a liderança de um trio talentoso, que mostra uma grande força ao abordar esses problemas de frente. Da comédia à tragédia, o elenco faz jus ao webtoon e às suas personagens, trazendo nova abordagem sobre um tema delicado de se tratar, em especial na televisão, seja de qual país for.

Créditos: Koreaboo

O tema da morte é, naturalmente, interessante para todos os que vivem. Quem nunca se perguntou o que acontece conosco depois que morremos? Tomorrow, ao tratar do suicídio, vai além. A sutileza da obra consiste em fazer com que todos os personagens sejam arquétipos de situações que, com certeza, já presenciamos ou vivemos. Ou vamos viver. Não há quem não se emocione ao lembrar-se de um ente querido que já se foi. A intenção é de se conectar profundamente com as lutas da vida humana apresentadas, enfrentar questões sociais e tabus e, principalmente, ter empatia. O mundo anda precisando.

Por fim, a lição mais importante dos 16 episódios já estava no título, quase um spoiler. Sempre haverá um “Amanhã” para ser vivido e experienciado, mesmo que seja para recomeçar. Ou estar lá por alguém.

Ficha Técnica:

País: Coreia do Sul | Direção: Kim Tae-Yoon, Sung Chi-Wook | Roteiro: LlaMa, para o webcomic, Park Ran, Park Ja-Kyung, Kim Yu-Jin, para a adaptação televisiva | Elenco: Kim Hee-Sun, Rowoon, Yun Ji-On, Lee Soo-Hyuk, Kim Hae-Sook | Episódios: 16. | Ano: 2022.

O Centro de Valorização da Vida, CVV, realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email e chat 24 horas todos os dias. Ligue 188 ou acesse aqui, para mais informações.


Ana Luiza Tanno

Jornalista formada pela Universidade Federal de Goiás, UFG. Possui iniciação científica concluída em projetos na área de Comunicação e Mídias. Atua como produtora de conteúdo para o MidiÁsia.

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *