O BTS está na lista da Esquire sobre as 10 melhores bandas de todos os tempos

Via Koreapost

O grupo BTS, a sensação do K-pop, está na lista da Esquire, revista masculina estadunidense, sobre as “10 melhores bandas pops de todos os momentos”. Em 30 de janeiro, a Esquire anunciou que o BTS estava fazendo parte desta lista, a qual inclui bandas como os Beatles e Queen. Ao apresentar o grupo de sete integrantes, a revista diz: “Com uma fanbase descrita de maneira apropriada como ‘ARMY’, o amado septeto do BTS redefiniu rapidamente as boy bands, fandoms e a própria música pop“.

Crédito: Poshmark.

É indiscutível que o BTS seja a vanguarda, um dos grupos a abrirem as portas e serem os pioneiros para sucesso mundial incomensurável do K-Pop“. A Esquire acrescentou: “Os sucessos deles, como ‘Dynamite ’e‘ Life Goes On ’oferecem uma mistura de pop, hip-hop, disco e R&B, com melodias cativantes que costumam ser acompanhadas de letras baseadas em assuntos sociais”. Na lista das 10 bandas top, além de estarem junto com os Beatles e o Queen, também estavam os Supremes, um trio de R&B que serviu de modelo na vida real para o filme “Dreamgirls”, ABBA da Suécia, Beach Boys, Fleetwood Mac, Sly e Family Stone , The Temptations and Destiny’s Child, o grupo feminino de Beyoncé.

As estratégias do K-POP para continuar inovando em 2021

Via Koreapost

O empreendedorismo no K-pop é elogiado por estabelecer um exemplo de liderança cultural global. Para Kwak Yeon Soo, o K-pop entende de tecnologia. Os artistas foram capazes de construir um fandom global graças ao uso estratégico do YouTube e das mídias sociais para interagir com seus fãs no exterior.

Considerando sua natureza favorável à tecnologia, não é surpresa que o K-pop continue forte, apesar da pandemia. Os laços dos músicos com os fãs globais são mais fortes do que se poderia esperar, em parte porque seus relacionamentos de décadas, foram construídos online. De acordo com um especialista em K-pop, Lee Gyu Tag, professor assistente de estudos culturais na George Mason University Korea, mais de 10 anos de atividades promocionais ativas na Ásia estabeleceram as bases para o sucesso mundial do K-pop.

A popularidade do K-pop cresceu na Ásia no final dos anos 2000 e cresceu ainda mais nos anos 2010, quando o K-pop se tornou parte do mainstream”, disse ele. “Na década de 2000, havia muitos descendentes de segunda geração do sudeste asiático em países europeus como a França. A moda do K-pop se espalhou pela Europa depois de se tornar viral entre os jovens do sudeste asiático.”

Crédito: POP MAIS.

Lee disse que a estratégia de mídia social do K-pop, como a utilização de várias plataformas para promover seu conteúdo, atraiu com sucesso as gerações mais jovens ou a Geração Z, que não apenas assiste conteúdo online, mas também “participa” por meio de streaming ao vivo e comentários. Eles se tornam membros de uma grande comunidade K-pop no YouTube e Twitter e voluntariamente produzem, editam e enviam vídeos de si mesmos.

O K-pop e suas plataformas, como o Twitter, são interdependentes, o Twitter Coreia reconheceu que o K-pop foi um fator importante para reviver a popularidade da plataforma. Os fãs enviaram criações secundárias, como vídeos de reação, paródias, coreografia de dança e covers de músicas.” ele adicionou.

BTS foi o sexto termo mais tweetado na plataforma globalmente em 2020, de acordo com dados do Twitter. O BTS também liderou o grupo mais tweetado sobre contas K-pop em todo o mundo este ano pelo quarto ano consecutivo, seguido por EXO e BLACKPINK. Em comparação com outros campos, o K-pop se adaptou mais facilmente ao streaming devido à familiaridade do setor com a tecnologia.

Crédito:  k-popo news brasil.

Como os shows off-line se tornaram tecnicamente impossíveis devido à proibição de encontros, gravadoras e artistas realizaram shows on-line, convidando o público a fazer parte de experiências virtuais imersivas. A SM Entertainment, que abriga grupos populares como Super JuniorEXONCT127 e Red Velvet, criou um novo vídeo concerto chamado “Beyond LIVE” que combina a performance do artista com tecnologia de realidade aumentada (AR), gráficos e videochamadas ao vivo entre artistas e fãs.

BTS apresentou um concerto online de 90 minutos “BANG BANG CON: The Live” em junho e um concerto ao vivo de dois dias e meia hora “BTS Map of the Soul ON: E” em outubro. O primeiro evento vendeu mais de 756.000 ingressos, enquanto o último show vendeu mais de 993.000 ingressos,

As estrelas do K-pop continuaram a lançar novas músicas para se conectar com seus fãs em um nível mais profundo. Em setembro, o BTS se tornou o primeiro ato coreano a chegar ao topo do Hot 100 da Billboard com sua canção totalmente em inglês “Dynamite“. Com a faixa, o BTS se tornou o primeiro grupo coreano a ser indicado na categoria de melhor performance de duo/grupo para o Grammy Awards agendado para 31 de janeiro. “Life Goes On” do grupo também estreou em primeiro lugar na Billboard Hot 100 em Dezembro.

Crédito: Koreapost.

Em 2020, as vendas totais dos 400 álbuns mais populares chegaram a mais de 40 milhões, 64% acima dos 25 milhões do ano anterior, de acordo com o Gaon Chart, que acompanha as vendas físicas de álbuns no país e no exterior. O K-pop também acelerou sua expansão em outras mídias, como documentário e filme. O BLACKPINK estrelou um documentário da Netflix “BLACKPINK: Light Up The Sky“, enquanto o grupo novato P1Harmony estreou através de um filme K-pop “P1H: A New World Begins“.

Lee prevê que o K-pop atinja uma nova alta em 2021 porque os artistas e gravadoras não temem mudanças e estão ansiosos para criar novos conteúdos utilizando as tendências da mídia, da moda e da cultura. “Desde o início dos anos 2000, quando Clon e NRG ganharam força, até meados dos anos 2000, quando o BIGBANG e o Super Junior ganharam popularidade, até recentemente, quando o BTS ganhou fama, todos perguntavam se essa mania do K-pop iria durar. A indústria permaneceu forte nas últimas duas décadas, apesar do ceticismo, então, acho que o K-pop terá mais sucesso no futuro”.

Gangnam Style” de PSY foi uma maravilha de um sucesso, mas abriu um novo caminho para o K-pop em 2012. O BTS veio em seguida para pavimentar o caminho. Graças às suas realizações, os artistas K-pop provavelmente seguirão seus passos, que é o que BLACKPINK e outros grupos estão fazendo agora.

Kim Hyun Hwan, diretor geral do Content Policy Bureau do Ministério da Cultura, Esportes e Turismo, elogiou a indústria do K-pop por sua capacidade de entrar em novas regiões e sua dedicação em melhorar a qualidade dos sistemas de produção, performances e visuais. Lembrando que o show do SM Town Live in Paris em 2011 foi organizado com a ajuda de fundos do governo, ele enfatizou que o governo continuará a apoiar as exportações de conteúdo hallyu.

Crédito: capricho.

De acordo com o livro K-Pop Innovation de Lee Jang Woo, os artistas/produtores da indústria do K-pop são descritos como a personificação da ideia de Joseph Schumpeter de empreendedorismo e inovação“. “O governo planeja aumentar seu apoio financeiro para tecnologias emergentes, como AR e conteúdo de realidade virtual (VR), uma vez que a tecnologia tem uma forte influência na cultura atualmente. A indústria do K-pop também deu o exemplo ao hospedar o primeiro show online pago do mundo. Com isso em mente, acredito que o K-pop continuará a crescer e se sustentar“. O governo pretende expandir os locais para shows online em 2021. O ministério injetará 29 bilhões de won na construção de um estúdio para shows online como parte de seu projeto de “produção de conteúdo K-Pop imersivo online“.

Estaremos remodelando lugares antigos para expandir os locais para shows online“, acrescentou. Kim, também pediu às pessoas que prestassem mais atenção à música tradicional coreana. “Em 2001, um diretor de arte francês visitou a Coreia e escolheu ‘salpurichum’ (dança de purificação espiritual) para se apresentar no palco do Festival de Outono de Paris. Fiquei surpreso com sua escolha, mas logo depois percebi que nossa dança folclórica e conteúdo tradicional têm potencial,” disse.

Kim Dong Won, vice-presidente da Taewon Entertainment e CEO da Yoondang Arthall, disse que o K-pop vai acelerar sua expansão reinventando-se e usando táticas de fandom. “Acredito fortemente que o K-pop continuará a se reinventar e se expandir ainda mais no futuro, porque está usando suas estratégias ao máximo. Eles sabem exatamente a quem visar e como“, disse ele. “Só de olhar para o exemplo do BTS, vimos como seu conteúdo e estratégia funcionam de forma eficaz para fãs nacionais e internacionais. Fazendo bom uso das plataformas YouTube e OTT, eles continuarão a prosperar no futuro.”


Cantor Kisu é o próximo convidado do “Highway meet”

Via Koreapost

Nos dias 19 e 20 de fevereiro, o cantor Kisu, ex integrante do grupo 24K, irá realizar sessões de vídeo chamada com os fãs brasileiros! O cantor, que já mostrou um enorme carinho pelo nosso país e pelo público daqui, será o terceiro artista a participar do “Highway Meet”, organizado pela produtora de eventos Highway Star, responsável por diversos shows no Brasil como BTS, Monsta X, Pentagon, Dreamcatcher, KARD, entre outros. 

Crédito: highway star.

Em 2020, durante a pandemia, a Highway Star tornou acessível para os fãs brasileiros o meet&greet virtual, realizando os encontros via Zoom com o grupo UNVS e a solista Minzy. Então não perca a oportunidade de estar mais perto do seu ídolo enquanto os shows presenciais não voltam! Confira as informações do meet&greet abaixo e garanta seu ingresso!

Data: 19 (sexta-feira) e 20 (sábado) de fevereiro de 2021
Horário: 19h (horário de Brasília)
Classificação: Livre
Plataforma: Zoom via Sympla Streaming
Valores do ingressos:
Um minuto: R$65 (valor único)
Dois minutos: R$115 (valor único)
Três minutos: R$160 (valor único)
Quatro minutos: R$200 (valor único)
Onde comprar (venda exclusiva pela internet):https://www.sympla.com.br/highway-meet-com-kisu—dia-01__1077852
https://www.sympla.com.br/highway-meet-com-kisu—dia-02__1077871

Pak 2020: premiação brasileira escolhe os maiores destaques da cultura pop coreana

Via Koreapost

Prêmio Anual K4US (PAK), em parceria com a produtora de shows Highway Star, está com as votações abertas para a edição de 2020! O evento virtual tem o intuito de conhecer, além de entreter, a comunidade de fãs da cultura pop coreana no Brasil. Em suas diversas categorias, o público poderá escolher seus artistas favoritos, músicas do ano, melhores coreografias e até aquele drama que tocou no fundo do coração e o protagonista que roubou a cena nas novelas coreanas! 

Além do voto do público, também haverá o Prêmio Star☆K4USANDO, escolhido especialmente por um júri de membros das equipes K4US e Highway Star. Os fãs também poderão concorrer aos sorteios de itens das lojas patrocinadoras da premiação.

Crédito: K4US  e H.

O evento acontecerá ao vivo no YouTube no dia 19 de dezembro, premiando os vencedores de cada categoria. Além disso, haverá apresentações de artistas de K-pop que serão divulgados em breve! Não vai ficar de fora dessa, né? Então corre no site da K4US para deixar seu voto e ainda concorrer a prêmios!  

Fundador da SM fala sobre shows online, robôs e avatares no futuro do K-POP

Via Koreapost

Lee Soo Man, o produtor-chefe e fundador de uma das maiores agências de música da Coreia do Sul, a SM Entertainment, mencionou o potencial de shows online, robôs e avatares no futuro para a indústria de K-pop em um evento recente. A empresa, que gerencia grandes grupos de K-pop SHINeeEXO e NCT, foi uma das primeiras na indústria musical a realizar um concerto online este ano, pois a pandemia do Coronavírus levou o governo a ordenar o distanciamento social e efetivamente bloqueou os shows tradicionais.

Após o show Beyond Live do grupo SuperM em abril, a SM se uniu à JYP Entertainment para lançar uma empresa conjunta especializada em formatos de performance online com o uso de tecnologias como realidade aumentada (AR), permitindo que os artistas e público interajam em tempo real.

Lee Soo-man, fundador da SM Entertainment. Crédito: SM Entertainment.

“Vai além de simplesmente transmitir performances offline na internet. Em vez disso, pode ser visto como uma nova forma de show otimizado on-line, permitindo interações em tempo real com os espectadores, possibilitada com a mais recente tecnologia AR e um sistema de conexão de vídeo de vários pontos”, disse Lee durante seu discurso no Fórum Mundial da Indústria Cultural que foi transmitido online. O chefe da SM disse que o formato virtual permitiu que músicos e empresas de música ultrapassassem os limites espaciais e de tempo que vinham com os concertos tradicionais.

“Durante os shows offline, devido ao acesso limitado aos equipamentos de palco e às restrições espaciais e físicas que o palco tem, a atmosfera de palco não pode ser alterada instantaneamente. No ‘Beyond Live’, tais limitações não existem, e é possível dirigir o palco livremente”, disse ele.

“Mesmo que esteja sendo realizada online, em vez de se sentirem separados, eles sentem a mesma união que fazem offline”, disse Lee, mencionando como centenas de telas mostrando fãs de todo o mundo permitem que fãs de todo o mundo aproveitem o show juntos. O show do SuperM, por exemplo, foi realizado às 15h aqui (o que não é um horário habitual para um show), para que os fãs em Los Angeles pudessem se juntar às 23h e aqueles em Paris pudessem assistir às 8h.

O guru do entretenimento, por sua vez, projetou a indústria do entretenimento para crescer ainda mais em tempos de pandemia, à medida que as pessoas ficam em casa durante o distanciamento social e passam mais tempo ouvindo música e assistindo vídeos. Para atender a essa demanda, Lee disse que áreas aparentemente rebuscadas como nanotecnologia, biotecnologia e inteligência artificial podem ser a próxima grande tendência para a indústria.

Ele apresentou o próximo grupo feminino da agência, “æspa”, a quem explicou trabalhos sobre uma combinação de músicos da vida real e artistas virtuais, ou “avatares”, dos artistas. “Este grupo é o que eu sonhei enquanto projeta um mundo futuro centrado em celebridades e avatares, transcendendo fronteiras entre o mundo real e virtual”, disse Lee Soo Man.

Foi apresentado um vídeo com a integrante Karina conversando, dançando e até realizando uma sessão no Instagram Live com o seu avatar æ-Karina. “O futuro que eu imagino será definido por um mundo de celebridades e robôs. Com a pandemia global, o mundo inteiro está praticando o distanciamento social. À medida que as pessoas passam mais tempo em casa, seu interesse e necessidades por celebridades e entretenimento estão crescendo ainda mais”, disse Lee.

Governo coreano lança “On: Hallyu Festival”, evento online que terá shows de K-POP e duração de 1 semana

Via Koreapost

Um evento com duração de uma semana com o objetivo de promover a indústria cultural sul-coreana será realizado online este mês em meio ao novo coronavírus, anunciou o Ministério da Cultura, Esporte e Turismo do país. O “ON: Hallyu Festival” acontecerá de 16 a 23 de novembro, com encontros sobre negócios, sessões ao vivo de comércio e vendas e shows online.

O evento de uma semana terminará com um show online com as estrelas do K-pop SuperMMONSTA X e ITZY, assim como a cantora e compositora indonésia Raisa e o boy group tailandês Trinity. Como parte do evento, o Ministério disse que venderá produtos de 12 empresas da indústria de beleza e moda sul-coreana por meio de “comércio ao vivo” – sessões de vendas em tempo real. Uma sala será montada nas instalações da convenção COEX no sul de Seul para 79 empresas se encontrarem com compradores em potencial de 200 países em reuniões online.

Pôster do evento: Crédito: Ministry of Culture, Sports and Tourism.

A sessão será transmitida ao vivo para cerca de 230 países através do VLive, de acordo com o ministério. Eventos semelhantes também acontecerão nos centros de negócios da Agência de Conteúdo Criativo da Coreia, em Jacarta e Pequim. “Este evento proporcionará conforto às pessoas em todo o mundo que estão exaustos com o COVID-19, ao mesmo tempo que proporcionará oportunidades úteis para as empresas locais através do poder de Hallyu”, disse o Ministro da Cultura, Park Yang-woo. Mais detalhes sobre o evento estão disponíveis no site do evento.

Coreia estuda serviço militar diferenciado para celebridades proeminentes do K-POP

Via Koreapost

O governo está trabalhando em um plano para permitir que celebridades da cultura pop que tenham contribuído para melhorar a imagem do país adiem o serviço militar obrigatório. O plano surgiu em meio a discussões sobre se os integrantes do grupo de K-pop BTS deveriam receber favores como isenção ou adiamento do serviço militar em reconhecimento à sua contribuição para a imagem nacional da Coreia do Sul.

No entanto, o assunto virou polêmica entre políticos e também cidadãos coreanos, assim como internacionalmente. Entre opiniões a favor e contra a isenção, ainda há aqueles que acreditam em uma alternativa entre os dois extremos. Noh Woong Rae, membro da Assembleia Nacional, se posicionou a favor da isenção. “Nem todo mundo precisa empunhar um rifle para servir ao seu próprio país”. Ele também enfatizou que o BTS continuar o que está fazendo é de melhor interesse do país.

Crédito: Pure Break.

Enquanto isso, o ministro da Defesa, Suh Wook, afirmou que uma isenção não está sendo considerada para o grupo, embora um adiamento possa ser uma opção. Em um relatório de auditoria parlamentar, o Military Manpower Administration disse que está pressionando para revisar a lei do serviço militar para permitir que os artistas da cultura popular atrasem seu alistamento se houver recomendação do ministro da cultura. Segundo argumentos, as celebridades do pop estariam em seu auge de atividades na carreira durante a faixa etária obrigatória para o alistamento. 

Até muito recentemente esta isenção era impensada. Até G-Dragon, do grupo BIGBANG, considerado uma personalidade de grande influência na Coreia, cumpriu seu periodo de serviço militar. Crédito: Korea Herald.

Pela lei, isenções ou adiamentos do serviço militar são concedidos a atletas, bailarinos e músicos clássicos premiados por seus papéis na elevação da reputação do país no exterior. Até hoje, nenhuma celebridade pop proeminente recebeu tais favores.

“A revisão visa reforçar a imagem nacional garantindo a cultura popular e as atividades artísticas”, afirmou a agência de recursos humanos no relatório. Enquanto discussões sobre a questão ainda ocorrem, os integrantes do BTS continuam a afirmar que irão cumprir com os deveres militares de seu país. Aqueles que forem isentos do serviço ativo, o que requer vida comunal e treinamento em bases militares, ainda são obrigados a cumprir cerca de quatro semanas de treinamento básico e 544 horas obrigatórias de serviço comunitário durante o mandato de 24 meses, enquanto continuam com sua vida diária.  

CEO da Big Hit Entertainment será o 14º acionista mais rico da Coreia

Via Koreapost

O CEO da Big Hit Entertainment, Bang Si-hyuk, a força criativa por trás dos astros do K-pop BTS, se tornará o 14º acionista mais rico da Coreia do Sul após a (IPO-Initial Public offer – oferta pública inicial, em português) de sua empresa em meados de outubro.

A empresa abriu inscrições para investidores de varejo na segunda e terça-feira a um preço de IPO de 135.000 wons (cerca de US$115 dólares). Bang Si-hyuk detém 12.377.337 ações, ou uma participação de 36,6% avaliada em cerca de 1,67 trilhão de wons com base no preço do IPO, na Big Hit Entertainment, de acordo com a agência e dados do setor financeiro.

Crédito: Variety.

O IPO, marcado para 15 de outubro, elevará imediatamente Bang ao posto de 14º acionista mais rico da Coreia do Sul. A Big Hit Entertainment foi considerada uma das três grandes negociações de IPO deste ano na Coreia do Sul, junto com a empresa biofarmacêutica blue chip SK Biopharmaceuticals e a gigante de jogos para celular Kakao Games.

Se a Big Hit fechar com o preço mais alto permitido em seu dia de estreia, a participação acionária da Bang subirá para 4,34 trilhões de wons, disseram analistas. Isso fará de Bang o 5º acionista mais rico da Coreia do Sul, a substituir o presidente do Hyundai Motor Group, Chung Mong-koo. O evento IPO também deve impulsionar os ativos de cada membro do BTS.

Crédito: Variety.

No início de agosto, o septeto recebeu um total de 478.695 ações, igualmente divididas em sete. O valor das ações de cada membro do BTS pode chegar a 24 bilhões de won no primeiro dia de listagem.

Com base no preço da oferta, a Big Hit Entertainment tem previsão de arrecadar 962,6 bilhões de won por meio do IPO planejado, com seu valor de mercado estimado em quase 4,8 trilhões de won. No ano passado, as vendas anuais da agência quase dobraram para 587,2 bilhões de wons, com um lucro operacional de 98,7 bilhões de wons.

BTS faz discurso emocionante em cerimônia do dia da juventude

Via Koreapost

Os integrantes do grupo de super estrelas globais BTS fizeram no último dia 19 um poderoso discurso motivacional para os jovens sul-coreanos, compartilhando histórias sinceras de suas lutas internas no caminho para tornarem-se um dos artistas musicais mais populares da história.

O discurso, feito em turnos por todos os sete integrantes do grupo, foi realizado na cerimônia inaugural do Dia da Juventude no país, no gabinete presidencial de Cheong Wa Dae. O BTS fez história no mês passado ao tornar-se o primeiro artista sul-coreano a alcançar o primeiro lugar na parada de singles da Billboard Hot 100 com “Dynamite”.

“Por volta de 2018, lembro-me de que todos os integrantes se sentiram perdidos depois de experimentar um sucesso esmagador e imerecido. Mesmo que nosso caminho seja sempre repleto de flores e frutas, não podemos ter certeza se será assim para sempre”, disse o líder do BTS, RM, explicando os altos e baixos da carreira do grupo ao longo dos anos.

Apesar de estar no topo, RM disse estar bem ciente de que as coisas sempre podem “piorar novamente quando a próxima tempestade vier”. O cantor-rapper enfatizou como os integrantes do BTS se voltavam uns para os outros em tempos de incertezas – mesmo quando as coisas pareciam estar funcionando bem do lado de fora.

Crédito: The Korean Herald.

“No final dessa incerteza e depressão, nós sete começamos a nos encher de sonhos e confiança, como se fôssemos meninos de novo.” “E então veio agosto de 2020. Alcançamos o primeiro lugar na parada da Billboard. Depois, outro primeiro. Esses foram os elogios que recebemos quando nos levantamos. Todos choramos lágrimas de agradecimento.”

RM agradeceu aos companheiros de grupo e também falou aos fãs que, segundo o cantor, seguraram o grupo “diante do desespero e da rendição”. Os integrantes também compartilharam algumas emoções que experimentaram durante o início de suas carreiras, destacando como, apesar do grupo desfrutar do estrelato global, eles vieram de um começo bastante conturbado e humilde.

“Partimos com nada além da música como nosso sonho, mas não sabíamos para onde estávamos indo, se estávamos subindo ou descendo, ou quando fazíamos uma pausa após ficarmos cansados, se na esquina havia um paraíso ou uma armadilha. Foi assim que começamos “, disse J-Hope.

J-Hope também explicou a carga emocional que o grupo experimentou depois de estourar. “Mas assim que fomos inundados com amor e atenção além de nossas expectativas, nossas sombras se tornaram mais longas e pesadas.” O cantor disse que os integrantes começaram a se perguntar: “Quem somos nós? Que amor é esse que estamos recebendo?”

Suga também falou sobre como o grupo de azarões de antigamente continuou “às vezes imprudente e obstinado” em meio ao seu desejo de sucesso. “Não sabíamos o que fazer (nos primeiros tempos), mas continuávamos a dizer-nos com algum desespero que isso também passaria, que estes (momentos difíceis) se tornariam boas recordações.”

Jimin também compartilhou um pouco da frustração que o BTS experimentou anteriormente, de como o grupo se sentiu “preso no lugar” por um longo tempo, apesar de trabalhar duro e correr sem parar. O cantor lembrou como palavras de encorajamento de pessoas próximas se tornaram um “farol” para o grupo perdido e sem rumo.

O Presidente Moon Jae-in também dicursou na ocasião. Crédito: The Korea Herald.

V explicou como os integrantes do BTS, como indivíduos, tentaram se libertar do “atoleiro emocional” que se seguiu ao sucesso global. “Ser honesto comigo mesmo. Sentir cada emoção e deixa-las sair”, V lembrou-se de dizer a si mesmo durante os momentos de dúvida e insegurança. “Se você está enfrentando dificuldades em sua vida ao se preparar para o futuro, espero que extraia alguma força de nossa história do ano de 2020”, disse RM.

O último discurso do gigante global do K-pop compartilhou um tema semelhante ao discurso que o grupo fez na 73ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York em setembro de 2018. O BTS também entregou uma mensagem semelhante em seu discurso de abertura durante a inauguração do evento online “Dear Class of 2020” organizado pelo YouTube em junho.

O governo designou o terceiro sábado de setembro de cada ano como Dia da Juventude, de acordo com uma lei para Jovens Adultos promulgada no mês passado. Durante o evento, o BTS presenteou o presidente Moon Jae-in com uma caixa de cor roxa como um “Presente para o ano de 2039” que será armazenada no Museu Nacional de História Contemporânea da Coreia em Seul, como uma cápsula do tempo. A caixa será aberta no evento da 20ª Jornada da Juventude em 2039.

Artistas de K-pop continuam encontrando seus fãs online

Via Koreapost

Enquanto a pandemia continua a persistir, artistas de K-pop estão cada vez mais encontrando e se comunicando com seus fãs de forma online. Mais recentemente, o boy group Seventeen organizou seu 4º fanmeeting anual “Seventeen in Carat Land” no final de agosto por meio da plataforma Weverse.

Foram 4 horas de show, que ofereceram uma grande variedade de entretenimentos, desde performances das músicas mais icônicas do grupo até apresentações nas quais os integrantes fingiam ser apresentadores ou atletas competindo em um evento de esporte. A pré-filmagem dos MVs e fotos mostravam os integrantes em pijamas, deitados no sofá e comendo snacks, como um sinal de solidariedade por seus fãs, que estavam majoritariamente assistindo de suas casas.

Crédito: Korea Herald.

Os integrantes também apareceram sentados em um estádio vazio durante o encontro, dizendo aos fãs que tinham esperanças de se encontrarem lá com eles em breve. “Nós deveríamos estar nos encontrando em breve, mas tivemos que esperar, então está sendo ainda mais divertido ver vocês, CARATS, hoje”, disse Hoshi. “Enquanto não estivermos no mesmo espaço físico, foi muito significante para mim, porque pude ler seus comentários e ver suas reações individualmente”. “Dessa forma, todos puderam sentar na frente, enquanto vestiam pijamas e comiam o que quer que fosse e na posição mais confortável”, adicionou Woozi.

Crédito: Korea Herald.

“Independente do que acontecer, estaremos sempre juntos. Lendo os comentários, eu tive essa incrível sensação de que estávamos dançando juntos”, disse Junhui. O encontro com os fãs foi transmitido para 120 países e proporcionou uma apresentação com multicâmeras que possibilitou que os espectadores acessassem 14 câmeras em ângulos diferentes — uma capturava o grupo todo e as outras 13 davam closes que mostravam cada integrante.

Outros grupos e artistas do K-pop, como Mamamoo, Kang Daniel, Chungha, IZ*ONE e Weki Weki também fizeram recentemente encontros online. Integrantes do boy group 2PM fizeram uma transmissão online com os fãs no sábado (5), enquanto o Pentagon teve seu terceiro encontro online com os fãs no “PENTAG-ON AIR”.