CEA-UFF realiza conferência sobre “Mulheres no Movimento Revolucionário Chinês (1839-1949)”

Via Centro de Estudos Asiático da Universidade Federal Fluminense (CEA-UFF)

No dia 08/12, terça, das 18h30min às 20h30min, o Centro de Estudos Asiático da Universidade Federal Fluminense (CEA-UFF) vai realizar uma conferência com o tema “Mulheres no Movimento Revolucionário Chinês (1839-1949)”, através da plataforma Google Meet. A iniciativa vai ser ministrada pela professora Christine Dabat, docente de História da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e coordenadora do Grupo de Estudos sobre História da Ásia (GESHA – UFPE).

Crédito: CEA-UFF.

O evento fará um panorama do engajamento das mulheres chinesas nas revoltas anti-imperialistas do século XIX, na Revolução de 1911, no Guomindang e no Partido Comunista, assim como na Revolução de 1949. Serão emitidos certificados e as inscrições podem ser feitas até 06/12 em: https://linktr.ee/ceauff

CEA-UFF está com inscrições abertas para o minicurso “UKIYO-E: gravura japonesa no Brasil”

No dia 17 de novembro (terça-feira), das 18h30min às 19h30min acontece o minicurso “UKIYO-E: gravura japonesa no Brasil”, através da plataforma Google Meet. As inscrições poderão ser feitas até o dia 16 de novembro. Em mais um evento promovido pelo Centro de Estudos Asiáticos da Universidade Federal Fluminense (CEA-UFF), a professora Rosana de Freitas, docente da Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro (EBA – UFRJ), apresentará seus conhecimentos em torno do tema das gravuras japonesas, as Ukiyo-e, e algumas orientações para quem deseja pesquisar essa arte no Brasil. Os dados de acesso da sala virtual do Google Meet serão enviados por e-mail na véspera do evento e haverá emissão de certificado. Para realizar sua inscrição preencha o Formulário do Google Docs.

Crédito: Facebook do CEA-UFF.

“Jornada Visões da Ásia” chega a sua segunda edição

Em 17 e 19 de novembro, sempre a partir das 10h da manhã (horário de Brasília), será realizada a segunda edição da “Jornada Visões da Ásia”. O tema escolhido, “Escrever a Ásia Moderna”, visa incentivar o debate sobre os grupos de pesquisa e iniciativas da área, e os métodos e temas da escrita da história da Ásia moderna no Brasil.

Esta uma iniciativa da comissão organizadora formada por Margareth Gonçalves (UFRRJ), Célia Tavares (UERJ), Patrícia Faria (UFRRJ), Rozely Vigas (Unicamp) e Romulo Ehalt (JSPS / Universidade Sophia). Para realizar a sua inscrição, acesse e preencha o Formulário do Google Docs. Para outras informações, envie e-mail ao seguinte endereço: visoesdaasia@gmail.com

Crédito: The Trustees of the British Museum (https://www.britishmuseum.org/collection/image/166897001
Crédito: The Trustees of the British Museum (https://www.britishmuseum.org/collection/image/166897001

Edélcio Américo, pesquisador do CEA-UFF, recebe Ordem da Amizade do Governo do Cazaquistão

O especialista Edélcio Américo, pesquisador do Centro de Estudos Asiáticos da Universidade Federal Fluminense (CEA-UFF), doutor em ciências filológicas no Departamento de Letras Orientais da Universidade de São Paulo recebeu a Ordem da Amizade do Governo do Cazaquistão, estabelecida por decreto presidencial, pela sua cooperação na área da cultura. Américo realizou a tradução do clássico da literatura cazaque “O livro das palavras”, de Abai Qunanbayuly. De acordo com o Correio Braziliense, o livro está sendo publicado em colaboração com a Editora Nova Alexandria que, no ano passado, lançou uma versão em português do livro do primeiro presidente da República do Cazaquistão, Elbasy Nursultan Nazarbayev, “A Era da Independência”.

O pesquisador do CEA-UFF Edélcio Américo recebe Ordem da Amizade do Governo do Cazaquistão na Biblioteca Popular Annita Porto Martins. Crédito: Facebook CEA-UFF.

Em razão da 175º aniversário do pensador, filósofo, fundador da literatura escrita em cazaque Abai Qunanbayuly, a Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro, em conjunto com a Embaixada do Cazaquistão promoveu uma parceria, no intuito de fomentar as relações culturais e literárias entre brasileiros e cazaques, inaugurando a Sala de Leitura Abai Qunanbayuly, na Biblioteca Popular Annita Porto Martins. Segundo informado pelo site do jornal Correio Braziliense, este ano o Cazaquistão celebrou a trajetória Qunanbayuly, com diversas atrações pelo país e no estrangeiro. Conforme informado pelo jornal, o também poeta é para o Cazaquistão, o que Camões é para Portugal, Pushkin para a Rússia e Shakespeare para a Inglaterra.

Crédito: Facebook CEA-UFF .

Abai Qunanbayuly nasceu em 10 de agosto de 1845, na cidade de Semey, oriundo de uma família rica, pertencente à nobreza local. Abai recebeu a educação primária em casa, posteriormente tendo estudado em uma escola espiritual muçulmana, madraça, na qual eram ensinadas línguas orientais e, concomitantemente, em uma escola russa. Durante esse período, ele se familiarizou-se com os poetas e cientistas do oriente, com as obras de escritores russos e com a literatura da Europa Ocidental. Ao final de seu período de formação, Abai escreveu seus primeiros versos, inovou a poesia nacional, introduziu novas metrificações e rimas aos versos cazaques, escreveu 170 poemas e fez 56 traduções“, salienta o a publicação brasileira.

Crédito: Facebook CEA-UFF .
Crédito: Facebook CEA-UFF .
Crédito: Facebook CEA-UFF .

Em seu famoso trabalho O livro das palavras, composto por 45 breves parábolas e tratados filosóficos, o poeta levanta os problemas da educação e das perspectivas nacionais, critica as deficiências e desvantagens das pessoas, exorta os cazaques a esclarecimento e à unidade, observando a importância da unidade. O poeta protestou contra conflitos étnicos, observando as vantagens e características de cada nação individualmente. Ele votou pela educação das mulheres cazaques, incentivou os jovens a aprenderem, dominarem a ciência, vários novos ofícios, aconselhou a trabalharem honestamente para o bem da sociedade. Abai atribuía especial importância à família no processo de formação dos jovens, observando que os pais são os educadores mais importantes“, enfatiza publicação do Correia Braziliense.

CEA-UFF participa de programa da Rádio Showtime

Nesta sexta-feira, dia 6 de novembro, às 9h, a pesquisadora do Centro de Estudos Asiáticos da Universidade Federal Fluminense (CEA-UFF) Fabiane Assaf participará do programa da Rádio Showtime (FM), em que fará uma análise da política internacional e o Oriente Médio. O objetivo deste programa é promover um diálogo entre a universidade e o público em geral. Assaf ainda vai abordar a sua trajetória acadêmica e os estudos acadêmicos na área de Oriente Médio e Ásia.  Esta iniciativa também é uma parceria entre o CEA-UFF e a Rádio Showtime. Para acompanhar a programação, acesse o link: https://allmylinks.com/radioshowtime?fbclid=IwAR0gVbt0LgNht48HEiQUgdwU6K_e54mcT6NiUbhYV1aHXEuHdHHOGLB0cbA

Crédito: Facebook Rádio Showtime.

CEA-UFF está com inscrições abertas para o curso “Introdução à História da Índia”

O minicurso “Introdução à História da Índia”, promovido pelo Centro de Estudos Asiáticos da UFF (CEA-UFF), ocorre nos dias 27/08, 24/09 e 29/10, sempre das 18 às 20 horas. A iniciativa está sob a direção de Edelson Parnov, pesquisador do CEA, e é gratuita. As vagas são limitadas.

AULA 01 (27 de agosto, das 18h às 20h): Edgard Leite (professor do Departamento de História da Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ) – Panorama da história da Índia até o século XIX;

AULA 02 (24 de outubro, das 18h às 20h): Emiliano Unzer (professor do Departamento de História da Universidade Federal do Espírito Santo – UFES) – Imperialismo, revoltas populares e movimento de independência da índia;

AULA 03 (29 de outubro, das 18h às 20h): Diego Pautasso (professor de Geografia do Colégio Militar de Porto Alegre – CMPA) – Índia Independente.

Crédito: Facebook CEA-UFF.

Haverá emissão de certificado para quem assistir todas as aulas. As informações serão enviadas para o e-mail cadastrado; certifique-se de que é seu e-mail mais usado e de que é acessível e estável. Confira a programação abaixo e para fazer a sua inscrição, acesse o formulário pelo link: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScqx4vDwJBZH2nNapczFF7_bBPLIZMTMa2J-_qAXHtKzQ-P0A/viewform