Coreia estuda serviço militar diferenciado para celebridades proeminentes do K-POP

Via Koreapost

O governo está trabalhando em um plano para permitir que celebridades da cultura pop que tenham contribuído para melhorar a imagem do país adiem o serviço militar obrigatório. O plano surgiu em meio a discussões sobre se os integrantes do grupo de K-pop BTS deveriam receber favores como isenção ou adiamento do serviço militar em reconhecimento à sua contribuição para a imagem nacional da Coreia do Sul.

No entanto, o assunto virou polêmica entre políticos e também cidadãos coreanos, assim como internacionalmente. Entre opiniões a favor e contra a isenção, ainda há aqueles que acreditam em uma alternativa entre os dois extremos. Noh Woong Rae, membro da Assembleia Nacional, se posicionou a favor da isenção. “Nem todo mundo precisa empunhar um rifle para servir ao seu próprio país”. Ele também enfatizou que o BTS continuar o que está fazendo é de melhor interesse do país.

Crédito: Pure Break.

Enquanto isso, o ministro da Defesa, Suh Wook, afirmou que uma isenção não está sendo considerada para o grupo, embora um adiamento possa ser uma opção. Em um relatório de auditoria parlamentar, o Military Manpower Administration disse que está pressionando para revisar a lei do serviço militar para permitir que os artistas da cultura popular atrasem seu alistamento se houver recomendação do ministro da cultura. Segundo argumentos, as celebridades do pop estariam em seu auge de atividades na carreira durante a faixa etária obrigatória para o alistamento. 

Até muito recentemente esta isenção era impensada. Até G-Dragon, do grupo BIGBANG, considerado uma personalidade de grande influência na Coreia, cumpriu seu periodo de serviço militar. Crédito: Korea Herald.

Pela lei, isenções ou adiamentos do serviço militar são concedidos a atletas, bailarinos e músicos clássicos premiados por seus papéis na elevação da reputação do país no exterior. Até hoje, nenhuma celebridade pop proeminente recebeu tais favores.

“A revisão visa reforçar a imagem nacional garantindo a cultura popular e as atividades artísticas”, afirmou a agência de recursos humanos no relatório. Enquanto discussões sobre a questão ainda ocorrem, os integrantes do BTS continuam a afirmar que irão cumprir com os deveres militares de seu país. Aqueles que forem isentos do serviço ativo, o que requer vida comunal e treinamento em bases militares, ainda são obrigados a cumprir cerca de quatro semanas de treinamento básico e 544 horas obrigatórias de serviço comunitário durante o mandato de 24 meses, enquanto continuam com sua vida diária.  

CEO da Big Hit Entertainment será o 14º acionista mais rico da Coreia

Via Koreapost

O CEO da Big Hit Entertainment, Bang Si-hyuk, a força criativa por trás dos astros do K-pop BTS, se tornará o 14º acionista mais rico da Coreia do Sul após a (IPO-Initial Public offer – oferta pública inicial, em português) de sua empresa em meados de outubro.

A empresa abriu inscrições para investidores de varejo na segunda e terça-feira a um preço de IPO de 135.000 wons (cerca de US$115 dólares). Bang Si-hyuk detém 12.377.337 ações, ou uma participação de 36,6% avaliada em cerca de 1,67 trilhão de wons com base no preço do IPO, na Big Hit Entertainment, de acordo com a agência e dados do setor financeiro.

Crédito: Variety.

O IPO, marcado para 15 de outubro, elevará imediatamente Bang ao posto de 14º acionista mais rico da Coreia do Sul. A Big Hit Entertainment foi considerada uma das três grandes negociações de IPO deste ano na Coreia do Sul, junto com a empresa biofarmacêutica blue chip SK Biopharmaceuticals e a gigante de jogos para celular Kakao Games.

Se a Big Hit fechar com o preço mais alto permitido em seu dia de estreia, a participação acionária da Bang subirá para 4,34 trilhões de wons, disseram analistas. Isso fará de Bang o 5º acionista mais rico da Coreia do Sul, a substituir o presidente do Hyundai Motor Group, Chung Mong-koo. O evento IPO também deve impulsionar os ativos de cada membro do BTS.

Crédito: Variety.

No início de agosto, o septeto recebeu um total de 478.695 ações, igualmente divididas em sete. O valor das ações de cada membro do BTS pode chegar a 24 bilhões de won no primeiro dia de listagem.

Com base no preço da oferta, a Big Hit Entertainment tem previsão de arrecadar 962,6 bilhões de won por meio do IPO planejado, com seu valor de mercado estimado em quase 4,8 trilhões de won. No ano passado, as vendas anuais da agência quase dobraram para 587,2 bilhões de wons, com um lucro operacional de 98,7 bilhões de wons.

BTS faz discurso emocionante em cerimônia do dia da juventude

Via Koreapost

Os integrantes do grupo de super estrelas globais BTS fizeram no último dia 19 um poderoso discurso motivacional para os jovens sul-coreanos, compartilhando histórias sinceras de suas lutas internas no caminho para tornarem-se um dos artistas musicais mais populares da história.

O discurso, feito em turnos por todos os sete integrantes do grupo, foi realizado na cerimônia inaugural do Dia da Juventude no país, no gabinete presidencial de Cheong Wa Dae. O BTS fez história no mês passado ao tornar-se o primeiro artista sul-coreano a alcançar o primeiro lugar na parada de singles da Billboard Hot 100 com “Dynamite”.

“Por volta de 2018, lembro-me de que todos os integrantes se sentiram perdidos depois de experimentar um sucesso esmagador e imerecido. Mesmo que nosso caminho seja sempre repleto de flores e frutas, não podemos ter certeza se será assim para sempre”, disse o líder do BTS, RM, explicando os altos e baixos da carreira do grupo ao longo dos anos.

Apesar de estar no topo, RM disse estar bem ciente de que as coisas sempre podem “piorar novamente quando a próxima tempestade vier”. O cantor-rapper enfatizou como os integrantes do BTS se voltavam uns para os outros em tempos de incertezas – mesmo quando as coisas pareciam estar funcionando bem do lado de fora.

Crédito: The Korean Herald.

“No final dessa incerteza e depressão, nós sete começamos a nos encher de sonhos e confiança, como se fôssemos meninos de novo.” “E então veio agosto de 2020. Alcançamos o primeiro lugar na parada da Billboard. Depois, outro primeiro. Esses foram os elogios que recebemos quando nos levantamos. Todos choramos lágrimas de agradecimento.”

RM agradeceu aos companheiros de grupo e também falou aos fãs que, segundo o cantor, seguraram o grupo “diante do desespero e da rendição”. Os integrantes também compartilharam algumas emoções que experimentaram durante o início de suas carreiras, destacando como, apesar do grupo desfrutar do estrelato global, eles vieram de um começo bastante conturbado e humilde.

“Partimos com nada além da música como nosso sonho, mas não sabíamos para onde estávamos indo, se estávamos subindo ou descendo, ou quando fazíamos uma pausa após ficarmos cansados, se na esquina havia um paraíso ou uma armadilha. Foi assim que começamos “, disse J-Hope.

J-Hope também explicou a carga emocional que o grupo experimentou depois de estourar. “Mas assim que fomos inundados com amor e atenção além de nossas expectativas, nossas sombras se tornaram mais longas e pesadas.” O cantor disse que os integrantes começaram a se perguntar: “Quem somos nós? Que amor é esse que estamos recebendo?”

Suga também falou sobre como o grupo de azarões de antigamente continuou “às vezes imprudente e obstinado” em meio ao seu desejo de sucesso. “Não sabíamos o que fazer (nos primeiros tempos), mas continuávamos a dizer-nos com algum desespero que isso também passaria, que estes (momentos difíceis) se tornariam boas recordações.”

Jimin também compartilhou um pouco da frustração que o BTS experimentou anteriormente, de como o grupo se sentiu “preso no lugar” por um longo tempo, apesar de trabalhar duro e correr sem parar. O cantor lembrou como palavras de encorajamento de pessoas próximas se tornaram um “farol” para o grupo perdido e sem rumo.

O Presidente Moon Jae-in também dicursou na ocasião. Crédito: The Korea Herald.

V explicou como os integrantes do BTS, como indivíduos, tentaram se libertar do “atoleiro emocional” que se seguiu ao sucesso global. “Ser honesto comigo mesmo. Sentir cada emoção e deixa-las sair”, V lembrou-se de dizer a si mesmo durante os momentos de dúvida e insegurança. “Se você está enfrentando dificuldades em sua vida ao se preparar para o futuro, espero que extraia alguma força de nossa história do ano de 2020”, disse RM.

O último discurso do gigante global do K-pop compartilhou um tema semelhante ao discurso que o grupo fez na 73ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York em setembro de 2018. O BTS também entregou uma mensagem semelhante em seu discurso de abertura durante a inauguração do evento online “Dear Class of 2020” organizado pelo YouTube em junho.

O governo designou o terceiro sábado de setembro de cada ano como Dia da Juventude, de acordo com uma lei para Jovens Adultos promulgada no mês passado. Durante o evento, o BTS presenteou o presidente Moon Jae-in com uma caixa de cor roxa como um “Presente para o ano de 2039” que será armazenada no Museu Nacional de História Contemporânea da Coreia em Seul, como uma cápsula do tempo. A caixa será aberta no evento da 20ª Jornada da Juventude em 2039.

Apesar da Covid-19, Big Hit Entertainment apresenta aumento de lucros

Via Koreapost

Big Hit Entertainment, empresa do gigante do K-pop, BTS, anunciou em 11/08 que a receita de vendas do primeiro semestre de 2020 atingiu um recorde de 298 bilhões de won ($244 milhões de dólares) devido à venda de álbuns e shows online. Na conferência semestral que foi transmitida no YouTube, a empresa também afirmou que o lucro operacional durante o período de janeiro a junho foi estimado em 49,7 bilhões de won.

Ainda segundo a Big Hit, os números foram sujeitos a uma examinação oficial antes da confirmação. O evento aconteceu cerca de uma semana após a aprovação preliminar da empresa pela Korea Exchange, operadora da bolsa de valores da Coreia do Sul.

Conferência semestral transmitida pelo YouTube. Crédito: Big Hit Entertainment.

Em relação ao ano anterior, estimativas de vendas e lucro operacional representaram aumentos de 46,9% e 27,1%, respectivamente. Apesar do cancelamento da turnê mundial do BTS e de outras atividades devido ao COVID-19, Big Hit afirmou que conseguiu atingir recorde de vendas de álbuns digitais e físicos, além do show online pago do BTS, realizado em junho.

Graças às aquisições das agências de K-pop Pledis e Source Music, dos 100 melhores álbuns do Gaon chart operado pela Associação de Conteúdo de Música da Coreia, cerca de 40% de todos os álbuns vendidos durante o período fazem parte da “Big Hit Labels”. Entre os artistas estão BTSSeventeen, NU’ESTGFriend e TXT. Na conferência também foi anunciado que o BTS realizará uma série de shows, intitulados “BTS Map Of The Soul ON:E”, por meio de eventos presenciais e transmitidos virtualmente em outubro.

Novo álbum do BTS bate recorde de vendas na história do K-POP

Via Koreapost

Map of the Soul: 7, o novo álbum da boy band BTS, vendeu mais de 4,11 milhões de cópias nos primeiros nove dias de seu lançamento no mês passado, tornando-se o álbum mais vendido na história pop coreana. Levou nove dias para o novo álbum quebrar o recorde anterior de vendas de quase 3,4 milhões estabelecido pelo próprio álbum do BTS, Map of the Soul: Persona, lançado em abril do ano passado.

Crédito: Yonhap.

As vendas totais do “7” nos primeiros nove dias alcançaram 4.114.843 cópias, de acordo com a Big Hit Entertainment. O novo número de vendas também substitui os recordes de maior venda mensal e anual em 3,23 milhões e 3,72 milhões, respectivamente, estabelecidos por “Persona”, marcando uma carreira alta para a banda nas vendas de álbuns, disse Big Hit.

O álbum “7” lidera a parada de álbuns da Billboard 200 a algumas semanas, fazendo com que a banda conquistasse seu quarto número 1 na parada de álbuns. Aproveitando os bons ventos, o canal a cabo coreano Mnet, voltado para o K-POP, lançou um vídeo de entrevista do BTS no YouTube, para marcar o 25º aniversário do canal de música.