Ásia em Pauta com Mariana Faiad Alves debate o “Nacionalismo Hindu” na Índia

Crédito: Ásia em Pauta.

Via Revista Intertelas e CEA-UFF

Na próxima sexta-feira9 de julho, o terceiro programa Ásia em Pauta vai ao ar! Você poderá acessá-lo pela página do Centro de Estudos Asiáticos da Universidade Federal Fluminense (CEA-UFF) no Facebook e pelo canal da Revista Intertelas no Youtube, a partir das 19 horas. O programa é comandado por Alessandra Scangarelli Brites, editora chefe da Revista Intertelas e pesquisadora do Grupo de Pesquisa em Mídia e Cultura Asiática Contemporânea da UFF (MidiÁsia), e por Mateus Nascimento, pesquisador do CEA-UFF, do MidiÁsia e colunista da Intertelas.

Crédito: Ásia em Pauta.

Nessa oportunidade ambos recebem a pesquisadora Mariana Faiad B Alves, pós-doutoranda pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e vice-presidente da Brasil Índia Associação de Redes de Conhecimento (BrIndARC), para uma entrevista sobre o Nacionalismo Hindu, suas origens e seu desenvolvimento na sociedade indiana. O ápice desta corrente ideológica ocorre com a chegada do atual primeiro-ministro indiano Narendra Modi.

Um espaço para entrevistas, debates, análises, divulgação de conhecimento e informação dos mais diversos temas relacionados ao continente asiático, o programa “Ásia em Pauta” é o resultado da parceria entre o Centro de Estudos Asiáticos da Universidade Federal Fluminense e a Revista Intertelas. Para assistir, acesse o o vídeo abaixo.

Programa Ásia em Pauta adiado para o dia 30 de junho

Crédito: Raphaela Marrise.

Via Revista Intertelas

Revista Intertelas e o Centro de Estudos Asiáticos da Universidade Federal Fluminense (CEA-UFF) informam que a exibição do programa Ásia em Pauta desta segunda-feira14 de junho“Netflix e a indústria audiovisual sul-coreana: parceria, ou novo imperialismo?”, que seria transmitido pelo Facebook do CEA-UFF e o YouTube da Revista Intertelas, precisou ser adiada em virtude de falhas de sincronização nas plataformas escolhidas para sua transmissão e outros problemas técnicos decorrentes. Eles inviabilizam a veiculação do programa no formato audiovisual neste momento, mas por se tratar de um tema de suma importância e considerando o extremo respeito que temos para com nossa audiência, a convidada e os demais colaboradores, publicaremos toda a entrevista por escrito (transcrição) no site da Intertelas, no dia 30 de junho.

Centro de Estudos Asiáticos da Universidade Federal Fluminense (CEA-UFF) e a Revista Intertelas pedem desculpas por este inconveniente e comprometem-se a buscar soluções para esta questão técnica. Em tempo, convém informar que a programação segue normalmente com os demais programas previstos, pois as soluções já estão sendo providenciadas.

Crédito: Raphaela Marrise e Mateus Nascimento.

Nesta oportunidades, os entrevistadores Alessandra Scangarelli Brites (jornalista, especialista em política internacional e estudos de mídia e editora da Intertelas) e Mateus Nascimento (historiador, pesquisador e fundador do CEA -UFF) contaram com a participação da doutoranda em comunicação pela UFF e pesquisadora do Grupo de Pesquisa em Mídia e Cultura e Asiática Contemporânea (MidiÁsia-UFF) Daniela Mazur. Mazur, junto a outros colegas, vem desenvolvendo ao longo de sua carreira pesquisas centradas na Onda Cultural Sul-Coreana e neste programa, para além da relação entre a Netflix e a indústria audiovisual sul-coreana, responde ainda a questões sobre o impacto da Hallyu no Brasil e na Ásia. O programa “Ásia em Pauta” é uma iniciativa conjunta do Centro de Estudos Asiáticos da Universidade Federal Fluminense e da Revista Intertelas.

Por enquanto, assista ao programa anterior sobre o cinema do Vietnã

“Ásia em Pauta” debate a relação da Netflix com a indústria audiovisual sul-coreana: parceria, ou novo imperialismo?

Crédito: Raphaela Marrise.

Via Revista Intertelas

No dia 14 de junhosegunda-feiraàs 19h, vai ao ar o segundo programa do “Ásia em Pauta”, que abordará a temática: “Netflix e a indústria audiovisual sul-coreana: parceria, ou novo imperialismo”? O evento terá transmissão via Facebook do Centro de Estudos Asiáticos da Universidade Federal Fluminense (CEA-UFF) e pelo Canal da Revista Intertelas no Youtube. Para responder às questões referentes ao assunto, o “Ásia em Pauta” convida a doutoranda em comunicação pela UFF e pesquisadora do Grupo de Pesquisa em Mídia e Cultura e Asiática Contemporânea (MidiÁsia-UFF) Daniela Mazur. Mazur, junto a outros colegas, vem desenvolvendo ao longo de sua carreira pesquisas centradas na Onda Cultural Sul-Coreana.

Crédito: Raphaela Marrise.

Os entrevistadores Alessandra Scangarelli Brites (jornalista, especialista em política internacional e estudos de mídia e editora da Intertelas) e Mateus Nascimento (historiador, pesquisador e fundador do CEA -UFF) conduzem o programa que irá também refletir sobre o impacto da Onda Sul-Coreana no Brasil e na Ásia. O programa “Ásia em Pauta” é uma iniciativa conjunta do Centro de Estudos Asiáticos da Universidade Federal Fluminense e da Revista Intertelas.

CEA-UFF e Revista Intertelas debatem o cinema do Vietnã no programa “Ásia em Pauta”

Via Revista Intertelas

Na próxima sexta-feira19 de março, às 19h, o Centro de Estudos Asiáticos da Universidade Federal Fluminense (CEA-UFF) e a Revista Intertelas, em programa produzido conjuntamente, o “Ásia em Pauta”, recebem a mestre e doutoranda em letras pela Universidade Estadual de Santa Cruz, pesquisadora em cinema brasileiro e audiovisual do mundo em desenvolvimento Clarissa Damasceno Melo para uma entrevista acerca do cinema vietnamita. O evento gratuitoonline e ao vivo, será transmitido pelo Facebook da Intertelas e pelo Facebook do CEA-UFF.

Crédito: Raphaella Marisse.

A história da indústria cinematográfica do Vietnã confunde-se obviamente com os acontecimentos históricos do país que, nas décadas de 1940 e 1970, se encontra em plena guerra de libertação nacional, guerra civil e processo revolucionário. Por esta e outras razões, os filmes produzidos nesta época carregam muito o caráter político destas questões. Com o fim deste período, inicia-se nova fase que promove um cinema mais abrangente, onde uma série mais variada de temas são abordados, em produções de cunho inclusive comercial.