No dia 6 de junho, a Especialização em Produção de Conteúdo Audiovisual para Multiplataformas da UFSCar e o Grupo Geminis convidaram as pesquisadoras Melina Meimaridis e Daniela Mazur para a live “As estratégias da Netflix em Mercados Periféricos”. Nesta oportunidade, elas apresentaram as ideias centrais do artigo “A Empreitada Global da Netflix: Uma Análise das Estratégias da Empresa em Mercados Periféricos” a ser publicado ainda este mês pela Revista Geminis. Na live, foram abordados os fluxos e contrafluxos globais da televisão e as estratégias da empresa de streaming na periferia global, onde o Brasil, México e Coreia do Sul foram os casos centrais de investigação.

Crédito: página da Especialização em Produção de Conteúdo Audiovisual para Multiplataformas no Facebook.

Segundo divulgado pela especialização, observa-se que esses territórios são importantes mercados regionais e, por isso, a empresa aplica diversas táticas: desde parcerias com emissoras locais e descontos na assinatura, até a produção de séries focadas em corrupção ou que acionam códigos de nostalgia. Nesse processo, a Netflix se mostra disposta a desafiar os conglomerados midiáticos locais.

Outras estratégias do mercado de streaming sul-coreano e a indústria televisiva turca também foram tratadas especialmente nas falas da integrante do MidiÁsia, Daniela Mazur. O público pôde fazer perguntas e o bate-papo rendeu excelentes discussões. Para assistir, acesse a página da Especialização em Produção de Conteúdo Audiovisual para Multiplataformas no Facebook.


0 comentário

Deixe uma resposta

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *