Mulheres começam a ser destaque nos reality shows coreanos

Via Koreapost

O reality show da MBC “I Live Alone” lançou uma web-série, spin-off de “Girls ‘Secret Party” com seu elenco feminino. Os reality shows da TV coreana há muito tempo são uma área dominada por homens. Séries de sucesso nos últimos anos, como “2 Days & 1 Night“, “Infinite Challenge” e “Running Man“, na maioria senão todos, apresentavam homens no elenco principal – com mulheres principalmente em papéis coadjuvantes.

Programas de beleza e estilo de vida têm sido as únicas plataformas em que as mulheres teem destaque. No entanto, com mais programas de TV desafiando o status quo, a indústria está passando por uma mudança, à medida que mais mulheres assumem papéis principais.

Crédito: The Korea Times.

O reality show de sucesso da MBC “I Live Alone” lançou um spin-off na web chamado “Girls ‘Secret Party” em julho com o elenco feminino – a comediante Park Na-rae, a modelo Han Hye-jin e a cantora Hwa-sa. A série tem chamado a atenção, atingindo milhões de visualizações em seu canal do YouTube. Um novo programa feminino “Camping Hot Club” também deve ir ao ar em outubro. Em um formato semelhante ao “2 Days & 1 Night”, o show terá as comediantes Park Na-rae e Ahn Young-mi, a atriz Park So-dam, as cantoras Solar e Son Na-eun fazendo viagens noturnas para acampamentos pela Coreia.

Iniciada em 4 de agosto, “Sporty Sisters” colocou em foco as estrelas do esporte feminino – a lendária golfista Pak Se-ri, a esgrimista medalhista olímpica Nam Hyun-hee, a jogadora de vôlei Han Yoo-mi, a patinadora artística Kwak Min-jeong, a jogadora de basquete Kim Eun-hye e a nadadora Jung You-in. O programa de variedades segue as mulheres experimentando as coisas “comuns” que perderam sob a disciplina estrita de suas primeiras carreiras profissionais. Ele oferece um vislumbre de suas vidas pessoais. Com sua popularidade crescendo, o programa fez sua estréia na Netflix no início do mês de setembro.

Programas de TV estrelados por ex-atletas ou atletas ativos não são nenhuma surpresa, já que um número crescente de “esportistas” – um novo termo para atleta / artista – apareceu nas telas nos últimos anos. O ex-astro do basquete Seo Jang-hoon, o jogador de futebol Ahn Jung-hwan e o lutador do UFC Kim Dong-hyun são alguns bons exemplos daqueles que fizeram a transição com sucesso para o showbiz na TV e ainda entretém um público fora da arena esportiva.

Imagem do programa “Sporty Sisters”. Crédito: The Korea Times.

Mas até recentemente, eles eram principalmente homens. Bang Hyun-young, produtora-chefe de “Sporty Sisters”, disse que essa era a pergunta que ela tinha antes de fazer o show. “Eu me perguntei: ‘O que as estrelas do esporte estão fazendo hoje em dia?’ Tudo começou a partir daí “, disse Bang durante uma coletiva de imprensa no mês passado. “E como produtora, sempre quis ver um retrato feminino forte na TV, que será visto neste programa.

Um produtor de um programa de TV disse ao The Korea Times que os telespectadores estão fazendo e acelerando a mudança de tendência. “Antigamente, os espectadores procuravam principalmente elementos cômicos em programas de TV“, disse ele. “Mas hoje em dia, eles procuram histórias reais, algo com que possam se relacionar pessoalmente“.

O colunista e crítica cultural Kim Hern-sik também acredita que a “capacidade de compreensão” é o fator chave do sucesso de reality shows que apresentam mulheres como personagens principais.

Os programas de variedades voltados para os homens focavam em ‘missões’ e vitórias, como enfrentar um desafio ou jogar“, disse Kim. “Então, se as mulheres fossem estrelar esses programas, teriam que imitar os homens e mostrar comédia pastelão, o que pode não agradar aos espectadores.

Em contraste, os programas de variedades voltados para o sexo feminino pretendem oferecer histórias pessoais com mais detalhes, nas quais os espectadores possam ter um vislumbre da vida das estrelas e relacioná-las com elas mesmas, disse a crítica. “Park Won-sook’s Live Together” foi um desses programas, disse Kim. Quatro atrizes de meia-idade, que vivem sozinhas, contam suas histórias. Isso induz um sentimento de empatia por parte da crescente população de famílias unipessoais no país.

magem do programa “Park Won-sook’s Live Together”. Crédito: The Korea Times.

Desde seu lançamento em 1º de julho, o programa recebeu um bom feedback e teve um bom desempenho em termos de avaliações (3-4 por cento). Nos próximos meses, programas semelhantes devem chegar à tela da TV.

Os formatos de sucesso de programas de TV anteriores atingiram o limite (depois de serem usados ​​em excesso)“, disse Kim. “Acho que mais programas com mulheres serão lançados e permitirão que as estrelas apresentem algo novo.” Mas, certamente, nem todos os programas semelhantes terão sucesso. O produtor do programa de TV observou que a chave está em como um programa se diferencia dos programas de sucesso anteriores.

Rostos novos – como as atrizes e estrelas do esporte cujas vidas pessoais eram pouco conhecidas – desempenharam um papel vital no sucesso de tais programas“, disse ele. “Mas em termos de formato em si, falta originalidade e precisam de mais criatividade.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *