Via Koreapost

Lee Soo Man, o produtor-chefe e fundador de uma das maiores agências de música da Coreia do Sul, a SM Entertainment, mencionou o potencial de shows online, robôs e avatares no futuro para a indústria de K-pop em um evento recente. A empresa, que gerencia grandes grupos de K-pop SHINeeEXO e NCT, foi uma das primeiras na indústria musical a realizar um concerto online este ano, pois a pandemia do Coronavírus levou o governo a ordenar o distanciamento social e efetivamente bloqueou os shows tradicionais.

Após o show Beyond Live do grupo SuperM em abril, a SM se uniu à JYP Entertainment para lançar uma empresa conjunta especializada em formatos de performance online com o uso de tecnologias como realidade aumentada (AR), permitindo que os artistas e público interajam em tempo real.

Lee Soo-man, fundador da SM Entertainment. Crédito: SM Entertainment.

“Vai além de simplesmente transmitir performances offline na internet. Em vez disso, pode ser visto como uma nova forma de show otimizado on-line, permitindo interações em tempo real com os espectadores, possibilitada com a mais recente tecnologia AR e um sistema de conexão de vídeo de vários pontos”, disse Lee durante seu discurso no Fórum Mundial da Indústria Cultural que foi transmitido online. O chefe da SM disse que o formato virtual permitiu que músicos e empresas de música ultrapassassem os limites espaciais e de tempo que vinham com os concertos tradicionais.

“Durante os shows offline, devido ao acesso limitado aos equipamentos de palco e às restrições espaciais e físicas que o palco tem, a atmosfera de palco não pode ser alterada instantaneamente. No ‘Beyond Live’, tais limitações não existem, e é possível dirigir o palco livremente”, disse ele.

“Mesmo que esteja sendo realizada online, em vez de se sentirem separados, eles sentem a mesma união que fazem offline”, disse Lee, mencionando como centenas de telas mostrando fãs de todo o mundo permitem que fãs de todo o mundo aproveitem o show juntos. O show do SuperM, por exemplo, foi realizado às 15h aqui (o que não é um horário habitual para um show), para que os fãs em Los Angeles pudessem se juntar às 23h e aqueles em Paris pudessem assistir às 8h.

O guru do entretenimento, por sua vez, projetou a indústria do entretenimento para crescer ainda mais em tempos de pandemia, à medida que as pessoas ficam em casa durante o distanciamento social e passam mais tempo ouvindo música e assistindo vídeos. Para atender a essa demanda, Lee disse que áreas aparentemente rebuscadas como nanotecnologia, biotecnologia e inteligência artificial podem ser a próxima grande tendência para a indústria.

Ele apresentou o próximo grupo feminino da agência, “æspa”, a quem explicou trabalhos sobre uma combinação de músicos da vida real e artistas virtuais, ou “avatares”, dos artistas. “Este grupo é o que eu sonhei enquanto projeta um mundo futuro centrado em celebridades e avatares, transcendendo fronteiras entre o mundo real e virtual”, disse Lee Soo Man.

Foi apresentado um vídeo com a integrante Karina conversando, dançando e até realizando uma sessão no Instagram Live com o seu avatar æ-Karina. “O futuro que eu imagino será definido por um mundo de celebridades e robôs. Com a pandemia global, o mundo inteiro está praticando o distanciamento social. À medida que as pessoas passam mais tempo em casa, seu interesse e necessidades por celebridades e entretenimento estão crescendo ainda mais”, disse Lee.


0 comentário

Deixe uma resposta

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *